A Graça da Palavra
Palavra

“O que me consola na minha angústia é isto: 
que a tua palavra me vivifica.”
 Sl 119.50

 

A angústia não é uma patologia e sim um sentimento existencial. Angústia não é um sentimento independente. É gerada por fatores externos e internos. Cada pessoa sente a angústia de um jeito e com uma intensidade ímpar. O senso comum define angústia como: “aperto no peito”. A angústia aperta o nosso peito, rouba a nossa paz e adoece a nossa alma. Os seus efeitos são devastadores.

Ler mais

O Ontem e o Hoje
Palavra

Cada momento da história é único e repleto de possibilidades para o crescimento. O que para muitos pode ser sinônimo de crise, para os cristãos, se bem administrado, pode ser uma maneira de deixarmos um bom legado para os que virão depois de nós.

Hoje vivemos o fenômeno das gerações: Baby Boomers, X e Y. Alguns estudiosos dirão que estes termos foram criados pela publicidade como uma forma de “segmentar” os produtos de acordo com as gerações. Mas, tais termos se popularizaram sendo usados para definir os diversos “perfis sociológicos” existentes.

Ler mais

A vida fere, mas Deus cura
Palavra

Você alguma vez já explodiu violentamente quando alguém simplesmente lhe disse, “Presta atenção…”, ? Ou ficou facilmente irritado quando alguém faltou a palavra com você? Claro, todos nós somos vulneráveis quando estamos estressados ou simplesmente cansados. Mas, ao mesmo tempo, sinais como este podem nos dizer que temos certas feridas ou estamos feridos emocionalmente.

Ler mais

A crise do Brasil é a minha crise?
Palavra

Nestes últimos 10 meses uma das palavras mais usadas em nosso país é a palavra: crise. O Brasil está em crise e por ele estar em crise, todos os brasileiros estão em crise?

 

Esta é a verdade final? A palavra crise trás a ideia de descontrole e insuficiência. O casamento entra em crise quando falta amor. A vida entra em crise quando os recursos faltam.

Ler mais

2016, veja os campos
Palavra

O Deus Pai enviou o Deus Filho para “anunciar boas novas aos pobres… proclamar libertação aos cativos… e restauração da vista aos cegos… pôr em liberdade os oprimidos, e… proclamar o ano aceitável do Senhor” (Lucas 4.18–19). Por sua vez, o Filho enviou os seus discípulos, assim como o Pai o havia enviado (João 20.21).

Ler mais